Auto Viação ABC - Mobilidade Fluminense

Ir para o conteúdo

Menu principal:

 

Viação ABC

Data de 12 de janeiro de 1950, em que por iniciativa familiar surgia a Auto Viação ABC.
A Abc foi pioneira em inovações no segmento de transporte rodoviário, por alguns feitos como a aquisição dos primeiros ônibus rodoviários com acesso especial à deficientes físicos. O veículo era da extinta ABC Viagens,e detinha a numeração RJ 571.020, sobre carroceria marcopolo sênior ano 1998. Dentre outras ações, também foram os primeiros a operarem na região com frota urbana de ar condicionado e tv a bordo, feito posteriormente copiado por outras empresas, como a Auto Ônibus Fagundes, Galo Branco (sem sucesso), Ingá e sua posterior absorvedora, a Mauá.

Pioneirismo no setor de fretamento,mercado que se expandiu bastante nos últimos anos,levando o Grupo Rio Ita, até mesmo como sinal de sua reestruturação, a criar em 2010 a Lev Fretamentos, que vem se destacando no segmento. Este setor está alavancado pela movimentação mais intensa da Construção Civil, por influência de novas empresas que vêm se instalando no estado,além de outras de renome que estão em processo de ampliação de setores e áreas de atuação.Os Jogos esportivos também contribuiram significativamente para a expansão do mercado. Fato que levou empresas como a Top Rio, do Grupo Breda/Gol a adquirir pelo menos 2 unidades de Marcopolo Ideale 770 of 1722/59, um deles oriundo de Fortaleza - Ce. O grupo Breda tem veículos em serviço no Complexo Petroquímico de São Gonçalo, localizado no bairro de Guaxindiba, por meio de transporte de funcionários.Mas,voltando ao primenro assunto.

Curiosidades sobre a Auto Viação ABC :

- A linha 04 - Várzea das Moças x Marambaia,hoje operada pela viação Rio Ouro, já pertenceu à ABC e como outras linhas, algumas delas extintas,teve seu funcionamento por ônibus da frota intermunicipal da empresa; é uma das linhas de maior receita no município, chegando a contar, antes da criação da variante Alcântara, com 25 ônibus! ;
- A linha 703 - Santa Rosa x Vila Isabel, oriunda da extinta Auto Viação Leblon(RJ 107.xxx)
passou ás mãos da ABC em meados dos anos 70, época de inauguração da ponte rio -niterói, em março de 1974, e a própria ABC, segundo relatos, veio criar uma segunda linha, a 750D - Santa Rosa x Estácio, que tem um trajeto exclusivo,abrangendo o Rio Comprido e parte do Catumbi;
-As linhas municipais,operadas pela icaraí Auto Transportes,a qual foi adquirida pala ABC em 1974, têm característica de integrar bairros limítrofes com Niterói, a exemplo das linhas 12, 12A, (no antigo e atual trajeto), 13, 13A e 17;
- A linha 532 - Alcântara x Niterói, pertenceu à ABC até o ano de 1967, quando por um processo de dissolução de sociedade, foi criada no ano seguinte, a Expresso Alcântara, empresa que durou apenas 10 anos e deteve a criação da 533D, cujo itinerário original era Venda da Cruz x Méier. Com a extinção da Expresso Alcântara, as duas linhas foram absorvidas pela Viação Mauá;
- A linha Amendoeira x Niterói - Via porto Velho - foi operada pela ABC nos anos 80,e a linha dispunha de um carro conhecido, o marcopolo torino RJ 105.079, visto nas ruas de São Gonçalo, mais precisamente na Rua Dr.Francisco Portela, quando a mesma não contava com asfalto; até hoje pairam dúvidas se essa seria a atual 527M, visto que a ABC não utilizava número operando a linha (há indícios de ter utilizado o prefixo 407M);
- A Abc já operou também as linhas : Charitas x Gávea, Pendotiba x Castelo e Alcântara x Castelo, todas com frota exclusivamente rodoviária,com numeração de frota urbana. Exemplo de carros que já foram rodoviários : RJ 105.026, RJ 105.027, RJ 105.029, RJ 105.033, RJ 105.035, RJ 105.037, RJ 105 135(este operava a Charitas x Gávea), RJ 105.142(hoje de volta às ruas graças à troca de linhas com a Coesa), dentre outros;
- A frota rodoviária sempre teve veículos da Marcopolo, em seus mais variados modelos, a exemplo do marcopolo III e Paradiso GV 1150. Quando as linhas de tarifa A deixaram de ser operadas, a ABC instituiu um número de ordem exclusivo para a frota rodoviária ; RJ 571. A Abc Viagens encerrou suas operações no ano de 1999.
- A ABC possuía uma garagem ao número 205 da Professor Heitor Carrilho,rua conhecida por abrigar garagens de apoio de várias empresas de transporte. A frota das linhas 703D e 750D e linhas especiais era guardada lá. A garagem foi vendida nos anos 90. Atualmente o Grupo Rio Ita transferiu a frota de sua garagem na Ilha da Conceição para duas garagens nesta rua: uma delas é a matriz da Rio Minho.

Linhas Intermunicipais

400M-Palmeiras x Niterói via São Gonçalo/São Lourenço Linha ex-Coesa
400BR-Palmeiras x Niterói via Br.101 Linha ex-Coesa
1400M-Palmeiras x Niterói via São Gonçalo/São Lourenço
3400BR-Palmeiras x Niterói via Br.101
401M-Luiz Caçador x Niterói via São Gonçalo Linha ex-Nova Cidade,ex-Rio Ita e ex-Coesa
1401M-Luiz Caçador x Niterói via São Gonçalo
3401BR-Luiz Caçador x Niterói via Br.101 Linha ex-Coesa
402M-São Lourenço x Niterói via São Gonçalo Linha ex-Nova Cidade,ex-Rio Ita e ex-Coesa
402BR-São Lourenço x Niterói via Br.101 Linha ex-Coesa
1402M-São Lourenço x Niterói via São Gonçalo
3402BR-São Lourenço x Niterói via Br.101
408M-Alcântara x Niterói via Neves
1408M-Alcântara x Niterói via Neves
409M-Alcântara x Niterói via Trindade-Neves
1409M-Alcântara x Niterói via Trindade-Neves
409A-Nova Cidade x Niterói via Br.101 Linha ex-Coesa antiga 404BR
409B-Trindade x Niterói via Br.101
3409BR-Trindade x Niterói via Br.101
5400BR-Nova Cidade x Niterói via Br.101
701D-Niterói x São Cristovão via Ponte Presidente Costa e Silva-INTO-Caju-Benfica antiga 702D/702A
702D-Barreto x São Cristovão via Ponte Presidente Costa e Silva-INTO-Caju-Benfica ex-Leblon

Comentários

3 comentários

 
F. Pereira
2017-09-12 05:21:55
Uma dúvida: Qual a fonte que utilizaram para a reprodução da matéria acima? Podem citar por gentileza? Obrigado!
helder do amaral oliveira
2017-07-19 15:17:31
A ABC nunca operou a linha 996-Charitas x Gávea. Quem operou a linha depois que a CTC foi extinta foi a Viação 1001 e a Rio Ita. Ela operou sim a 770-Pendotiba x Castelo, 771-Itaipú x Castelo,770A-Maria Paula x Castelo, que depois passou apara a Normandy e 1001 e depois para a Pendotiba . A dita 407M não era via Neves. Na verdade a ABC operava a Amendoeira x Niterói via RJ104 ,a atual 590M ,quando a empresa gonçalense rodava sob administração da Administração Pública Estadual .
A linha Castelo x Alcântara a ABC rodou em 1983 quando houve uma greve de barcas e essa linha Via Neves hoje são as atual 110-110A-110E-2110-2110A-4110E-Passeio x São Gonçalo da Coesa , e que teve outro trajeto idêntico via Dr. March explorada pela Mauá que são as atuais 545-545A-545E-2545-2545A-4545E também da Coesa. A linha voltaria a operar mas a mesma oposição de Luiz Paulo Conde contra os ônibus intermunicipais na Rio Branco impôs que a ABC assim como a Mauá fizessem o inútil trajeto Hosp. Servidores x Alcântara via Praça Tiradentes-Cidade do Samba que a ABC entregou a linha sob a alegação que não era rentável o que é verdade pela nulidade de trajeto entre a Praça Tiradentes e Campo de Santana e Cidade do Samba e o mesmo fez a Mauá vender para a Coesa a 545 assim como a 535. A Mauá só ficou com a 545 apenas pelo fato que no Hospital dos Servidores ela fazia a transferência com o 100 que era da Mesma Mauá (o antigo 540D via Aeroporto) e com a 101 (a antiga 022 via Rio Branco), que se não teria devolvido a linha
helder do amaral oliveira
2017-07-19 15:17:29
A ABC nunca operou a linha 996-Charitas x Gávea. Quem operou a linha depois que a CTC foi extinta foi a Viação 1001 e a Rio Ita. Ela operou sim a 770-Pendotiba x Castelo, 771-Itaipú x Castelo,770A-Maria Paula x Castelo, que depois passou apara a Normandy e 1001 e depois para a Pendotiba . A dita 407M não era via Neves. Na verdade a ABC operava a Amendoeira x Niterói via RJ104 ,a atual 590M ,quando a empresa gonçalense rodava sob administração da Administração Pública Estadual .
A linha Castelo x Alcântara a ABC rodou em 1983 quando houve uma greve de barcas e essa linha Via Neves hoje são as atual 110-110A-110E-2110-2110A-4110E-Passeio x São Gonçalo da Coesa , e que teve outro trajeto idêntico via Dr. March explorada pela Mauá que são as atuais 545-545A-545E-2545-2545A-4545E também da Coesa. A linha voltaria a operar mas a mesma oposição de Luiz Paulo Conde contra os ônibus intermunicipais na Rio Branco impôs que a ABC assim como a Mauá fizessem o inútil trajeto Hosp. Servidores x Alcântara via Praça Tiradentes-Cidade do Samba que a ABC entregou a linha sob a alegação que não era rentável o que é verdade pela nulidade de trajeto entre a Praça Tiradentes e Campo de Santana e Cidade do Samba e o mesmo fez a Mauá vender para a Coesa a 545 assim como a 535. A Mauá só ficou com a 545 apenas pelo fato que no Hospital dos Servidores ela fazia a transferência com o 100 que era da Mesma Mauá (o antigo 540D via Aeroporto) e com a 101 (a antiga 022 via Rio Branco), que se não teria devolvido a linha
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal