Auto Viação Bangu - Mobilidade Fluminense

Ir para o conteúdo

Menu principal:

 

Auto Viação Bangu

A Auto Viação Bangu foi fundada em 28 de junho de 1962. Nessa época ela possuía 12 lotações e era administrada por um consórcio de 10 associados.

Sua primeira linha foi a S13, ligando Bangu a Cascadura. O recolhimento dos carros era realizado em um galpão na Rua Francisco Real em Bangu e três anos depois foi constituída uma sede na Rua Açurunã e ali passou a guardar os carros. Ainda em 1965, a Viaçao Redentor passou a operar a linha S12 que ligava os mesmo bairros da S13 operada pela Auto Viação Bangu.

Uma reviravolta ocorreu em 1963 com muitas lotações na cidade. Por determinação do Governo Lacerda, as lotações que circulavam na cidade do Rio deviam ser substituídas por ônibus, fazendo com que as empresas investissem em curto prazo na compra de ônibus, além dessa mudança, ficou determinado também uma quantidade mínima de pelo menos 25 ônibus por empresa. Para isso, a Auto Viação Bangu adquiriu a Auto Viação Camará que operava a linha S18 Marechal Hermes x Senador Camará.

Já com 35 carros a Auto Viação Bangu absorveu a linha 745 junto com os 25 carros da Transportes Princesa em 1968, elevando sua frota aos 60 carros, que era uma nova exigência do governo Lacerda naquela época. As linhas operadas por lotações foram extintas e a Auto Viação Bangu adquire linhas de ônibus.
744 - Cascadura x Jardim Novo
746 - Cascadura x Senador Camará
A linha 745 (antiga S12) que era operada pela Redentor passou a ser operada pela Transportes Princesa que após a compra passou a ser operada pela A.V. Bangu. A garagem na Rua Boiobi que pertencia a Transp. Princesa também passou pra A.V. Bangu.

Em 1979, sua frota já era composta por 82 carros e foram criadas as linhas:
739 - Capelinha x Bangu
794 - Cascadura x Capelinha
795/796 - Capelinha x Senador Camará
797 - INPS x Sandá
798 - Bangu x Jardim Aguá Branca
Ao longo dos anos, algumas linhas foram modificadas e algumas extintas.

Com a aquisição da linha 391 Realengo x Tiradentes, a empresa aumentou a frota em mais 40 ônibus. Antes de ser 391, a linha era 269 e ainda operada pela Viação São Ricardo, sofreu alteração. Antes Marechal Hermes x Tiradentes, passou a fazer o trajeto Realengo x Tiradentes. Em 1982, a A.V. Bangu criou a linha 383 Tiradentes x Realengo e ainda nesse ano, associou-se a Viação Andorinha (14000) e em seguida fundiu-se, mantendo a majoritária A.V. Bangu. Ainda nesse ano, a empresa deixou as suas cores verde e amarelo e passou a usar as cores vermelho e azul, também inaugurou a sua nova sede em Magalhães Bastos e assim pode guardar os seus carros que já chegavam a 239.

Em 1990, foi criada a linha 790 Campo Grande x Cascadura com duas versões.
790 Campo Grande x Cascadura via Vila Kennedy
790 Campo Grande Cascadura via Vila Aliança
As linhas eram operadas em pool Transportes Oriental/Auto Viação Bangu e para não haver desigualdade no faturamento e nos gastos ficou resolvido como um acordo que cada uma operasse uma variante por semana, toda segunda feira elas trocavam e assim foi feito.
No mesmo ano, foi criado o projeto "TAIOBÃO", onde os ônibus deveriam ter portas mais largas e uma esteira no corredor do carro entre outras modificaçãoes. O objetivo era facilitar os passageiros que transportavam caixas e bolsas entre outros objetos grandes. Mas esse foi mais um dos projetos de transporte que não foram a frente. Apenas algumas linhas receberam o projeto e uma delas foi a 790.

Outro projeto da prefeitura foi em 1994, uma nova determinação fez com que as empresas mudassem  a fonte do número de ordem, passando a ser em tamanho grande e o nome da empresa dentro de um retângulo chamado crachá para facilitar a visualização dos usuários.
Com isso, as empresas deviam mudar a pintura para adequar as regras.

Em 1993, com a inauguração do Terminal Rodoviário de Deodoro, a A.V. Bangu passou a operar novas linhas que não deram certo devido a baixa demanda., porem a prefeitura determinou que fossem operadas ate o fim do contrato.  São elas 715, 716, 717 e 719.

Visando a melhor qualidade dos serviços, a A.V. Bangu dcidiu se dividor em 1995, ano em que ela adquiriu um grande lote de Marcopolo Torino LN, surgiu então a Viação Andorinha, agora com o número de ordem 59000, que coincide com o que já pertenceu a Viação Camará, absorvida pela A. V. Bangu em 1963. Ainda com a cisão, elas dividiram as linhas e as garagens, ficando  a Bangu com a garagem de Magalhães Bastos e a Andorinha com a garagem da Rua Boiobi que pertenceu a Transportes Princesa.
Em relação as linhas, a divisão foi da seguinte forma:

Auto Viação Bangu
383 - Realengo x Tiradentes
715 - Deodoro x Jardim Novo
716 - Deodoro x Barata
717 - Deodoro x Murundu
725 - Cascadura x Ricardo de Albuquerque
739 - Bangu x Sulacap
741 - Barata x Bangu
742 - Barata x Cascadura
743 - Barata x Bangu
744 - Jardim Novo x Cascadura
777 - Padre Miguel x Madureira
794 - Bangu x Cascadura

Viação Andorinha
391 - Padre Miguel x Tiradentes
719 - Deodoro x Jardim Violeta
745 - Cascadura x Bangu
746 - Cascadura x Senador Camará
790 - Cascadura x Campo Grande
797 - Bangu x Sandá
798 - Bangu x Jardim Água Branca
799 - Jardim Violeta x Magalhães Bastos
800 - Marechal Hermes x Santíssimo
960 - Senador Camará x Penha

Com o surgimento de um novo modelo de transportes, o chamado "Alternativo" e irregular, a empresa passou por muitos anos de dificuldade, nessa época a empresa era controlada e administrada pelo Grupo Guanabara e devido a grande queda de lucros da empresa no fim dos anos 90, a empresa não conseguiu recuperar os rendimentos esperados e acabou sendo vendida  em 2007 sendo administrada por sócios de diversos setores, além de empresas de ônibus, haviam sócios que atuavam no ramo de distribuição de bebidas e da Concessionária Volkswagem, o que justifica a grande quantidade de ônibus com esse chassi.

Com a nova organização e administração, foi mudado o layout e a empresa recebeu mais de 100 ônibus novos. O layout trazia a história do nome da empresa e ficava marcada a nova fase da empresa com as cores fortes que se destacaram no setor.

Com o fechamento das empresas Oriental e Ocidental em 2008, a A.V. Bangu assumiu as linhas e assim aumentou a sua área de atuação e voltou a operar linhas próprias que foram desativadas na antiga administração, sendo elas 725, 739, 742 e 743. A empresa comprou também a linha 367 Realengo x Praça XV que pertencia à Feital e havia sido vendida para a Transportes Campo Grande. As linhas 725 e 742 que estavam inativas por muito tempo, quando reativadas enfrentavam grandes dificildades em reconquistar seus clientes e devido a baixa demanada tiveram suas frotas reduzidas e o tempode espera fez com que os usuários migrassem novamente para a concorrência.

Ainda em crescimento operacional, a empresa participou na operação de linhas alimentadoras do corredor BRT Transoeste, a mesma operou a linha 870 após o fechamento da Viação Algarve. A A.V. Bangu chegou a utilizar veículos no corredor no trecho Campo Grande x Santa Cruz. Mas esse modal de transportes não é lucrativo e essa diferente e nova fase acabou não sendo satisfatória para empresa. Na operação de BRT's as empresas recebem por quilômetro percorrido e não por passageiros transportados.

Com a Padronização de frota da cidade a empresa deixa de utilizar o seu layout, e com o controle de suas linhas pela prefeitura na quantidade, a empresa passou a sofrer como varias no setor, e tentou por varias formas se levantar e não havendo sucesso via seu faturamento cair mais e mais.

Haviam rumores de que a empresa faria parte do Grupo Redentor, mas o que realmente ocorreu foi a venda das suas linhas e da operação. Antes de se concluir a negociação, os funcionários da empresa fizeram diversas greves e algumas linhas chegaram a ser operadas em caráter emergencial pela Transportes Barra que meses depois, absorveu além das linhas da A.V. Viação Bangu, a sua garagem em Magalhães Bastos e o reboque.
A Auto Viação Bangu encerrou as atividades em 12 de maio de 2016.

Antes do fechamento, a A.V. Bangu possuía as linhas:
367 Realengo x Praça XV
364 Jardim Bangu x Tiradentes
365 Mendanha x Tiradentes
379 Catiri x Tiradentes
383 Bangu x Realengo
389 Vila Aliança x Carioca
394 Vila Kennedy x Tiradentes
395 Coqueiros x Tiradentes
739 Bangu x Sulacap
741 Barata x Bangu
742 Padre Miguel x Cascadura
743 Barata x Bangu
744 Realengo x Cascadura
777 Madureira x Padre Miguel
794 Bangu x Cascadura
801 Bangu x Merk
803 Merk x Senador Camará
870 Bangu x Sepetiba
936 Campo Grande x Cidade Universitária
BRT Campo Grande x Santa Cruz x Mato Alto

Comentários

1 comentário

 
adalmir
2017-09-01 01:38:30
tenho vergonha de ser brasileiro. onde tem um brasileiro ai existe uma discordia. a bomba de hiroshima era para cair aqui e não no japão
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal