Transturismo Rio Minho - Mobilidade Fluminense

Ir para o conteúdo

Menu principal:

 

Transturismo Rio Minho

A Rio Minho foi fundada em 13 de março de 1961, pelos portugueses Antônio Henrique Teles Botelho e Joaquim Augusto Ferreira com o nome de “Transportes Rio Minho LTDA”, como homenagem a um belo rio português, o Rio Minho. Posteriormente a empresa seria comprada por Celino Nunes de Oliveira e José Fraga de Abreu, quando houve então a mudança do nome para Transturismo Rio Minho LTDA
Em 23 de Maio de 1994 o Grupo Rio Ita adquire do grupo Constantino de Oliveira a Transturismo Rio Minho, marca que permanece até os dias atuais.

A principal unidade de negócios está localizada em Niterói e, onde os deslocamentos desenvolvem-se tanto neste município como em Duque de Caxias, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, onde atualmente possui uma garagem de apoio no bairro Caonze.

Selo Verde: a frota respeita o meio-ambiente por meio de veículos que apresentam baixa emissão de gases poluentes e sua responsabilidade social é descrita por ônibus adaptados a portadores de necessidades especiais, através de elevadores veiculares e sinalização visual interna reforçada. Além disso, 100% da frota possui sistema de ar condicionado, um investimento que garante uma viagem mais confortável aos amigos clientes e reforça o comprometimento na busca pela qualidade.

As linhas de ônibus, vez ou outra, sofrem alterações que fogem ao controle das empresas operadoras. Eventos como a construção de novas rodovias e o crescimento de bairros, cidades ou regiões podem impactar diretamente a demanda do transporte. No Rio, os exemplos mais lembrados são o da Barra da Tijuca, gerando novas oportunidades para viações como a Jabour, a Pégaso, a Redentor e a Real, e o eixo Região dos Lagos-Rio das Ostras-Macaé, atendido pelo grupos Salineira e 1001. Outro exemplo menos lembrado é o da Rio Minho, atualmente pertencente à Rio Ita.

A Minho conta mais de 50 anos de operação. Sua área inicial cobria o eixo Niterói - Contorno - Baixada, através da Niterói x Nova Iguaçu (Alcântara, Manilha, Itambi, Magé, Caxias). A linha ainda existe oficialmente, com o código 601I. Como parciais complementares deste movimentado vetor, vinham linhas como a Niterói x Magé.

Cabe ressaltar que a inexistência da Ponte e a capitalidade de Niterói conferiam maior importância aos municípios de fundo de baía: Itaboraí, Alcântara e Magé seriam a periferia próxima, por assim dizer.

Tal quadro muda com a chegada da Ponte, em 1974. A ligação entre Niterói e a Baixada fica muito mais simples e rápida, retirando parte da importância da 601I e deixando as linhas parciais com importância mais localizada. Sintomaticamente, a Rio Minho repassa o setor urbano do Contorno para a recém-criada Rio de Janeiro - RJ 142, ficando com a Niterói x Piabetá (511Q), a Nova Iguaçu e os serviços via Ponte.

Após esta fase transicional, a Rio Minho passa a se concentrar nas linhas via Av. Brasil, consideradas rentáveis pela praticidade e pela relativa rapidez. Os moradores de Caxias, Mesquita, São João e Nova Iguaçu não precisam mais subir até Itaboraí e dar a volta para chegar à Baixada. Ao mesmo tempo, cria-se uma opção viável de Niterói para a Av. Brasil (Caju - Trevo das Missões - Trevo das Margaridas).

Vale dizer que, partindo de Niterói, a Minho ainda operou 4 linhas:
Nova Iguaçu x Charitas - Extinta
998D - Charitas x Galeão
708D - Fonseca x Madureira
022D/540D/100D,121Q,511Q,458M,4945I,2946I,4601I


A 998 foi repassada para a 1001;
A 708D atualmente está inativa na Fagundes
Auto Viação Mauá na 101D antiga 022D/540D/100D,121Q,511Q,458M,4945I,2946I,4601I
A 2945-I – Nova Iguaçu x Niterói via Magé e Caxias foi repassado para a Rio de Janeiro
A 601-I Nova Iguaçu x Magé, seção da anterior, foi repassada para a Rio de Janeiro

Possui linha de Caxias para São Gonçalo, mas não de Nova Iguaçu para São Gonçalo.
Após as renovações dos anos 80 e início dos anos 90, a Rio Minho muda sua pintura. O padrão vermelho e branco dá lugar às barras coloridas, herança do grupo Constantino mantida até hoje. A Auto Diesel, entre 1994 e 1997, usou o mesmo layout com outro tom de azul.

Entre o fim dos anos 90 e meados dos anos 2000, a empresa estagnou, como reflexo da crise em seu grupo. Os Vitória e Scorpion conviviam na Ponte com ônibus mais novos e sofisticados, assim como os tarifões. Em 2002 chegaram alguns Andare Class, mas a grande mudança se deu a partir dos Ideale 2006.

Linhas Intermunicipais operadas atualmente

141C-Duque de Caxias x Niterói via Avenida Brasil
1930D-Duque de Caxias x Niterói via Avenida Brasil (Seletiva-25 de Agosto)
143C-Nova Iguaçu x Niterói via São João
1940D-Nova Iguaçu x Niterói via São João
1941D-Nova Iguaçu x Niterói via Dutra
144C-Duque de Caxias x São Gonçalo via Avenida Brasil
1931D-Duque de Caxias x São Gonçalo via Avenida Brasil

Comentários


 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal