Viação Galo Branco - Mobilidade Fluminense

Ir para o conteúdo

Menu principal:

 

Viação Galo Branco

No ano de 1972, o Brasil vivia a ditadura militar sob o comando do Presidente Emílio Garrastazu Médici. No esporte, a seleção brasileira já era tricampeã de futebol com brilhante atuação de Pelé. No automobilismo, Emerson Fittipaldi se tornava o primeiro brasileiro a vencer um mundial de Fórmula 1.

No Cinema, Francis Ford Coppola lançava o filme o “O Poderoso Chefão” com Marlon Brando e Al Pacino. Nessa época, começa a era das cores na televisão brasileira.

E mais precisamente em Junho de 1972, com seu espírito de empreendedorismo, José Cardoso Romeiro, conhecido como “Seu Zé”, adquiria uma pequena empresa de ônibus que estava sucateada e abandonada.

Com muita determinação, José Romeiro conseguiu crescer e se capitalizar para três anos depois investir em uma outra empresa, a Viação Renascença. Logo em seguida, transformou as duas em uma única empresa - sendo chamada então de “Galo Branco”, em homenagem ao bairro em que estava localizada no município de São Gonçalo - RJ.

Nos anos 80, a Viação Galo Branco já operava com uma frota maior e consolidava sua atuação no setor de transportes.

O empresário José Romeiro queria crescer e manter o avanço da empresa, modernizando a sua gestão.

Em busca de sucessores, convidou os filhos para trabalhar nos mais diferentes departamentos da empresa. Vivenciar o aprendizado, conhecer a operação, compreender como tudo funcionava – Esse era o objetivo de Seu Zé.

E assim, os três jovens já faziam parte da rotina da empresa e acabaram se tornando membros da diretoria ao longo dos anos.

Em 1995, já com atuação plena dos sucessores na gestão empresarial, uma oportunidade de mercado possibilita um passo importante: A compra da Viação Estrela.

A partir de então, forma-se o Grupo Galo Branco, uma holding detentora da Viação Galo Branco e da Viação Estrela operando atualmente uma frota de quase 300 veículos e cerca de 900 colaboradores.

Considerada uma das principais empresas de transporte urbano do Estado do Rio de Janeiro, o Grupo Galo branco opera com linhas municipais em São Gonçalo e intermunicipais para a cidade de Niterói e Rio de Janeiro.

O Ano de 2006 foi um marco da inovação no Grupo Galo Branco.

Toda a frota passou a ter a instalação de câmeras para análise de ocorrências dentro dos veículos. Cada ônibus circula com três câmeras: Uma voltada para o ambiente externo (frente) e outras duas em seu interior.

Dessa forma, diariamente os ônibus são analisados com amostragem e o acompanhamento de ocorrências por meio dos monitores de vídeo. Uma equipe especializada é responsável em analisar as imagens e acompanhar o que acontece dentro dos veículos.

O Ano de 2009 foi caracterizado por uma importante evolução tecnológica.

De forma inovadora, o Grupo Galo Branco criou o CCO – Centro de Controle Operacional – um moderno centro tecnológico com profissionais treinados e capacitados para rastrear e monitorar todos os ônibus em seu intinerário por meio de GPS (Global Positioning System) - um sistema de navegação por satélite com aparelho móvel em cada veículo, que envia informações sobre velocidade, localização e horário durante a rota do ônibus. Com um canal de comunicação interativo, o sistema permite o contato direto e troca de informações da base com o motorista.


Linhas municipais em São Gonçalo

10 - Circular Via Prefeitura e Rod. Amaral Peixoto
48A - Engenho Pequeno x Alcantara
56 - Neves x Alcantara

Linhas intermunicipais

445M - Niterói x Engenho Pequeno
446M - Niterói x Engenho Pequeno
520D - Jardim Alcântara x Estácio
528M - Niterói x Galo Branco
529M - Niterói x Ceasa
530M - Niterói x Colubandê
531M - Niterói x Jardim Alcântara
538M - Niterói x Zumbi
1529M - Niterói x Ceasa
1530M - Niterói x Colubandê
1531M - Niterói x Jardim Alcântara
2520D - Jardim Alcântara x Estácio


> A primeira linha da empresa, sendo chamada de “linha mãe”. Na época circulava Niterói-Galo Branco e não havia número. Hoje em dia é a linha 528.

> A Viação Galo Branco foi a primeira empresa a ter ônibus com ar refrigerado no município de São Gonçalo.
Na época, uma inovação. O “Frescão”, como era chamado, foi lançado em 1977.

> Um design mais arrojado pela linha Buscar (Urbanus). As janelas já permitem uma visão mais ampla.

> Mais conforto e potência no motor. Lançamento dos novos modelos da Torino e Audace, as grandes estrelas da frota Galo Branco.

> A Viação Galo Branco conta com um Programa de Renovação e Modernização de sua frota.

> O constante investimento para aquisição de novos ônibus tem como objetivo, proporcionar um transporte seguro e de qualidade. E também para a redução de gases poluentes, preocupação com a saúde das pessoas e o meio ambiente.

> Todos os ônibus da Viação Galo Branco estão legalmente licenciados para circular dentro das normas de acessibilidade.


Reafirmando o seu compromisso de responsabilidade social junto à sociedade, o Grupo Galo Branco firma parceria com o Instituto Fernanda Keller na cessão de transporte para as crianças em suas atividades sócio-educativas.

O Instituto Fernanda Keller é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, criado com finalidades educacionais, culturais e desportivas destinada a ser mantenedora de programas e projetos de alcance social, onde coloca em prática sua missão e contribui com a inserção de crianças, adolescentes e jovens em situação de exclusão social, educacional e cultural, no contexto sócio-histórico-cultural contemporâneo, cujas atividades nestes anos abrangem atendimento a mais de 6.000 crianças e jovens da população de risco.

Em sintonia com a busca de melhor sustentabilidade ambiental, o Grupo Galo Branco desenvolve uma metodologia de boas práticas para a política de meio ambiente, tendo a chancela do "Selo Verde do INEA" - Instituto Estadual do Meio Ambiente, para o controle de fumaças e redução de gases de efeito estufa, reduzindo o nível de emissão de CO2.

A frota da Viação Galo Branco possui Selo Verde, para certificar que as emissões de carbono estão dentro dos padrões estabelecidos pela legislação.

Comentários


 
Sem comentários
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal